domingo, 12 de junho de 2016

A realidade por trás dos reality shows


Se você ama reality shows, UnReal é a série certa pra você. Mas talvez não pelos motivos que você pode estar pensando...

http://4.bp.blogspot.com/-KIDh3zcqfQY/VbfFnvq5ZPI/AAAAAAAAAdY/ttMnGNLQU2Y/s1600/Quinn.gif
rainha
UnReal conta os bastidores do reality show Everlasting, claramente inspirado em The Bachelor. Caso você não esteja familiarizado,The Bachelor já é um clássico da TV americana. Um reality em que um ~bom partido~ é disputado por uma dezena de mulheres lindas e maravilhosas. O reality produzido na série é justamente inspirado nisso, mas por se tratar do lado por trás das câmeras, ele vai nos mostrar algo bem diferente do que esperaríamos ver.

Assim, seguimos o trabalho de Rachel, a assistente de produção do programa, que é uma das melhores no que faz. Rachel está voltando de um período em que esteve afastada do trabalho após um leve surto psicótico durante as gravações de uma das últimas edições. Portanto, ela tem que ganhar a confiança de seus colegas trabalho de volta. Acontece que, mesmo sendo muito boa no que faz, Rachel não acredita mais naquilo tudo. E é aí que as coisas ficam interessantes.

http://1.bp.blogspot.com/-qYU-odOcMos/VgYQy290nbI/AAAAAAAAFN4/KDoqNoXzY2I/s1600/tumblr_inline_ntp88xfBPH1t127i4_500.gif
aren't them all
O que UnReal vai nos mostrar é que reality shows podem ser tudo, menos reais. Tudo que você vê no conforto da sua casa vem às custas de muita manipulação, trapaça, chantagem e tudo que há de ruim. As conversas e relações mostradas nos episódios de Everlasting muitas vezes são cortadas, editadas, manipuladas e fabricadas para mostrar o que os produtores acham que vai vender e agradar o público. E Rachel não aguenta mais toda essa bullshit (apesar de continuar fazendo parte dela hehehehe). Ela trabalha meio que a contra gosto: por um lado ela não quer mais fazer parte de toda essa sujeira, mas por outro, é a única coisa que ela sabe fazer. E nós vamos acompanhando esse dilema dela, bem como os de outros personagens.

Então vamos conhecendo os responsáveis por todo esse circo: Quinn, a produtora chefe, todos os outros assistentes, a psicóloga, o ~dono~ do programa, os câmeras etc etc. O que eu acho incrível é que TODOS, absolutamente cada um, sem tirar nem por, são pessoas HORRÍVEIS. Desde o pretendente, que a princípio parece um príncipe encantado, até a menina do cafezinho. Inclusive a Rachel. A gente torce por ela, mas a mulher também é o cão chupando manga. Cada uma dessas pessoas não mede esforços para conseguir o que quer, puxando o tapete dos demais e fazendo de tudo pra se dar bem no final e sair por cima. É tudo tão absurdo que eu queria tomar banho depois de assistir os episódios, de tanta sujeira acumulada. É horrível. Mas ao mesmo tempo incrível. Sério.

tumblr_npa68iEnX11tb8iyko1_500
COMO NÃO AMAR
O que eu acho mais interessante é que mesmo fazendo esse monte de merda, nós ainda conseguimos nos importar com determinados personagens e, se não torcer por eles, pelo menos entender o que eles fazem, visto que suas motivações se tornam bastante claras para o público. Ás vezes isso significa torcer para que as tramoias deles deem certo, o que certamente vai significar que alguma outra pessoa vai sair prejudicada, mas é aquele ditado: vamo fazer o que né? ¯\_()_/¯ 

Mas nem tudo é tão horrível assim. UnReal ainda nos dá uma das melhores amizades femininas da TV, entre Quinn e Rachel. Seguindo o padrão da série, tem muita coisa errada nessa relação, mas também tem muita coisa boa. Elas discordam, concordam, se manipulam, querem se matar etc etc. Mas acima de tudo, são amigas que querem o bem da outra e se apóiam muito. O que, pra mim, só torna tudo mais real. Afinal de contas, ninguém é perfeito, e nossas relações com os demais nunca são uma coisa só, não é mesmo? Considero esse um dos maiores méritos da série: personagens multifacetados, assim como seus relacionamentos.

mozões
Pra completar, a série tem uma temporada de 10 episódios, e cada um deles é mais viciante que o outro, então você vai querer maratonar pra saber o que acontece no final. A segunda temporada acabou de estrear, então ainda dá tempo de se atualizar. Mas se nada disso serviu pra te convencer, fiquem com Adam, o famigerado pretendente, também conhecido como o homem que consegue ter química até com uma tábua (e possivelmente dá em cima até delas).

https://31.media.tumblr.com/1007e2d0d7659f3c623f07da188f8b94/tumblr_nru5mxb2nj1ripjsmo4_400.gif
you can have me

Depois de assistir UnReal você nunca mais ver reality shows da mesma forma.